header

Acesso a Editores

Acessos

Hoje359
Ontem566
Esta semana3456
Este mês7967
Total1611864

53 visitantes online

PALAVRAS QUE EDIFICAM

MANIFESTAR A GLÓRIA DE DEUS ( parte1) por Luizmar de Sousa

EXPRESSAR A GLÓRIA DE DEUS

É possível ver Deus? Pare para pensar um instante. Muito provável é não saber responder a esta pergunta. Vamos à outra: Você quer a glória de Deus? Este é um desejo maravilhoso e, certamente, é um anseio do nosso coração. Tem sido uma constante pedir a Deus que manifeste Sua glória no lugar em que estamos. De igual modo que venha a nós com Sua glória. Mas é certo, que grande parte dos crentes não sabe como ou de que forma a glória de Deus se manifesta. Na medida em que descobrimos, vemos que a finalidade da Igreja é exatamente esta: expressar a glória de Deus.

OS TRÊS PRINCÍPIOS DO MUNDO

Ainda muitos entendem que Deus há de manifestar-se apenas no futuro, que só então podemos experimentar Sua expressão pública. Precisamos da luz de Sua Palavra para compreender corretamente este processo. 1João 2.15,16 fala-nos a respeito de três princípios pelos quais Satanás governa o mundo: pela concupiscência da carne, pela concupiscência dos olhos e pela soberba da vida. “Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo – a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens – não provém do Pai, mas do mundo” Foram essas as ‘armas’ que Satanás usou para tentar o Senhor Jesus, segundo o que está escrito em Mateus 4.3-9. Porém, não se deixou enganar. Como se vê, tudo o que há no mundo é dirigido por estes três princípios. Esta é a maneira de Satanás, tentar segurar-nos por um deles. Foi desse modo que ele enganou Eva. “Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também.” (Gênesis 3.6) Eva, dentro desses três princípios, viu que o fruto era bom para comer, agradável aos olhos e bom para dar entendimento, logo, caiu na armadilha, comendo dele.

A ESFERA ONDE DEUS SE MANIFESTA

“O príncipe deste mundo está vindo. Ele não tem nenhum direito sobre mim. Todavia é preciso que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço o que meu Pai me ordenou.” (João 14.30,31) Mateus 4 trecho da tentação de Jesus, ilustra de fato que o diabo nada tinha em Jesus, pois tentou enganá-lo usando os três princípios em que rege este mundo. Não obteve, no entanto, nenhum êxito. “Ao anjo da igreja em Pérgamo escreva (...) Sei onde você vive – onde está o trono de Satanás. Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou a sua fé em mim (...) (Apocalípse 2.13) Pérgamo quer dizer ‘casamento’, que implica união e prefigura a igreja que entrou em união matrimonial com o mundo. O Senhor declara que o trono de Satanás está no mundo, lugar onde habita e esfera do seu reino. Visto que a igreja mundana entrou em união com o mundo, ela habita onde Satanás habita, portanto, se opõe ao que é da parte de Deus. Observando mais atentamente o versículo, notamos que mesmo nesta igreja unida ao mundo, o Senhor encontrou fiéis a Ele, porque conservaram o Seu nome e não negaram a Sua fé. É comum acontecer neste ambiente administrado pelo Adversário de Deus, por várias vezes não percebermos as sutis ações do diabo, daí não raro sermos enganados. Mesmo assim nós, homens pecadores, encontramos consolo e esperança na afirmação de Jesus, em João 17, dizendo que como Ele, estamos no mundo, mas não somos deste mundo e ainda nos encoraja lembrando que Ele venceu o mundo! Este mundo é o lugar, a esfera em que Deus quer manifestar-Se. Ele nos tornou Seus filhos para este fim, tornar pública e notória a Sua glória! Por isso a pergunta inicial: É possível ver Deus?

DEUS SE HUMILHOU

“Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai. João deu testemunho dele, e clamou dizendo: Este é aquele de quem eu falei: aquele que vem depois de mim é superior a mim, porque já existia antes de mim. Todos recebemos da sua plenitude, graça sobre graça. Pois a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo. Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido.” (João 1.14-18) Quem é a Palavra? Segundo o contexto “A Palavra era Deus”. Então, “aquele que é a Palavra” era e continua sendo Deus. “A Palavra se tornou carne e habitou entre os homens” (v. 14). Deus se encarnou na pessoa de Jesus, o Deus Unigênito (v.18). Portanto, o Pai e o Filho são um só, este é o mistério da encarnação. A Palavra tornando-se carne significa que Deus foi “materializado”, Jesus vivendo entre os homens. Assim, Deus desceu ao nível da humanidade, humilhou-Se, tornando-Se homem. O próprio Deus abriu mão da Sua glória para descer e viver como homem. “Vimos a Sua glória” (v.14). Por meio de quem os homens viram a glória de Deus? Por meio do homem Jesus. Deste modo, a glória do Pai foi tornada pública, apresentada, revelada por meio do Filho, o homem.

APOIO PUBLICITÁRIO

banner boasnovas